Notícias

XP Commodities - Acompanhamento diário do mercado de milho (01/07)

Em Campinas (SP), mercado físico de milho em queda, acompanhando as baixas em Chicago. Lá fora, os preços registram desvalorizações intensas após o USDA revisar positivamente a área plantada para 91,7 milhões de acres (+2,57 milhões), contrariando a expectativa de boa parte do mercado. O recuo da taxa de câmbio também reforça a pressão baixista, visto que os prêmios de porto não avançaram e, portanto, tradings pagam menos que pagavam (antes do boletim). No Brasil, a colheita da 2ª safra está em pleno vapor e aumenta a expectativa de ofertas maiores nos próximos dias. No Mato Grosso, o IMEA apontou 40,8% na última sexta-feira (28), 2º melhor início entre todas as safras brasileiras. No Paraná, o Deral mensura em 34,0% do total, melhor início da história. De olho no cenário, compradores locais se alinham e recuam drasticamente as referências internas. A amostra da XP Investimentos tem média em R$ 37,45/sc, queda de R$ 0,18/sc no dia. Nos portos nacionais, a indicação para Julho/19 está em R$ 38,00/sc, queda de R$ 0,50/sc no dia. Os line-ups do milho indicam quantidades de 2,64 MT para junho, enquanto os de soja seguem com robustos 9,06 MT.

Área restrita

Entre em contato

Receber newsletter


Copyright 2013 Coan Consultoria