Notícias

Indicador do boi gordo sobe 1% em agosto, diz Cepea

Baixa oferta de animais prontos para abate e exportações puxaram preços no último mês
DENIS CARDOSO

Os preços da arroba do boi gordo estão firmes neste início de setembro, seguindo o movimento observado ao longo de agosto, segundo levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepa) divulgado nesta sexta-feira.

Descontado o efeito inflacionário (valores atualizados pelo IGP-DI), em agosto, o valor médio do Indicador Esalq/B3 do boi gordo foi de R$ 154,41, quase 1% acima da cotação de julho e 1,7% superior ao preço de agosto do ano passado,

R$ 3,00 NO PRIMEIRO MÊS: ISSO MESMO! ASSINE DBO PREMIUM IMPRESSA + DIGITAL AGORA MESMO!
No mês passado, o Indicador do boi gordo Esalq/B3 (valor à vista, praça paulista) acumulou alta de 2,8%, fechando a R$ 157,05 no dia 31.

De acordo com análise do Cepea, “os valores têm sido sustentados pela baixa oferta de animais prontos para abate neste período de entressafra e pelo bom desempenho das exportações nacionais, tendo em vista que a demanda doméstica continua arrefecida”.

Mercado encerra a semana com viés de alta

Nesta sexta-feira, o mercado físico de boi gordo manteve a baixa liquidez registrada durante toda a semana, com as negociações travadas pela falta de animais prontos para abate, relata boletim da Informa Economics FNP.

Segundo a consultoria, o período de entressafra e a preparação para o segundo giro de confinamento diminuem o volume de animais disponíveis para comercialização. “Por outro lado, a demanda continua crescente, com frigoríficos de algumas praças necessitando de animais para o início da próxima semana”, avalia a FNP.

Diante desse cenário, o mercado de boi gordo continua com um viés altista nas principais praças pecuárias.

Fonte: Portal DBO

Área restrita

Entre em contato

Receber newsletter


Copyright 2013 Coan Consultoria